Conheça a ANASPRA

Postagem em destaque

Parceria Aspra Hapvida: descontos nos planos de saúde para associados Aspra Sergipe

Prezado Cliente, A parceria Divicom Hapvida , leva aos Associados da ASPRA, condições especiais com preços bem reduzidos para aquisi...

sábado, 17 de setembro de 2016

Coronéis PM E BM elaboram documento para ser entregue ao Governador

O impasse entre o governo do estado e a PM parece que vai continuar, já que dessa vez, não só os praças, mas também os coronéis da policia e bombeiros militares resolver se manifestar sobre a contraproposta apresentada pelo governo. Os militares alegam que o projeto a ser enviado à Alese, irá prejudicar a tropa, retirando direitos adquiridos.

Nesta sexta-feira (16), 13 coronéis da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros se reuniram e após analisarem a proposta do governo, eles emitiram um documento ao governador Jackson Barreto de Lima, onde repudiam as alterações feitas pela equipe do governo nos projetos de lei que dispõem sobre o subsídio e PTS para a classe militar.

Os coronéis afirmam que a contra-proposta apresentada pelo governo “representa grave prejuízo para a classe militar, sejam oficiais ou praças, dos diversos postos e graduações de ambas as corporações, retirando direitos historicamente garantidos à classe, evidenciando retrocesso reprovável”, diz o documento.

Impasse – um oficial explicou à redação do FAXAJU, que o documento que deverá ser enviado à Alese, pode “retirar alguns benefícios já adquiridos pela corporação, a exemplo do item que aumenta o tempo de contribuição do policial e bombeiro militar, ou seja se aposentar mais tarde, aumentar interstício”, explica o oficial.

Ele diz ainda que por conta disso, os coronéis se reuniram na manhã de hoje e elaboraram um documento que será encaminhado ao governador e que foi assinado pelos coronéis. “Os coronéis simplesmente fecharam todos. A tropa está fechada com o comando isso PM e BM todo mundo”, garantiu o militar e concluiu: “a gente agora resolveu deixar de ser polido. O que quiseram fazer com a gente é brincadeira. Mas isso não significa amotinamento”, disse.

“Continuamos mais unidos do que nunca, o apoio de cada um dos senhores e senhoras é importantíssimo nessa hora, além de motivador. Grato”, disse o coronel Rocha, ao final da reunião.

Munir Darrage

Fonte: Faxaju

Postagens populares