Conheça a ANASPRA

Postagem em destaque

Parceria Aspra Hapvida: descontos nos planos de saúde para associados Aspra Sergipe

Prezado Cliente, A parceria Divicom Hapvida , leva aos Associados da ASPRA, condições especiais com preços bem reduzidos para aquisi...

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

PMs reclamam das abordagens que estão sendo feitas aos ônibus

O número reduzido de policiais militares tem sido motivo de muita preocupação para a população sergipana que está ficando sem segurança. Com a falta de efetivo, o policiamento ostensivo tem sido prejudicado, embora o comando tenha criado diversas estratégias de combate ao crime.

Agora a reclamação do baixo efetivo começa a aparecer por parte dos policiais militares que estão se sentindo ameaçados durante algumas atribuições que estão sendo destinadas a eles.

A reclamação teve inicio a partir do momento em que foi dado uma ordem para que policiais militares fizessem abordagens aos ônibus do transporte coletivo de Aracaju, como uma forma de inibir a ação dos marginais. Só que essa ação está sendo realizada muitas vezes por apenas dois policiais militares e isso, segundo alguns, “coloca em risco a nossa vida e a vida da população”,reclama o militar.

Através de e-mail enviado à redação do FAXAJU on-line, o policial militar que como tantos outros, pede para não ser identificado com medo de represálias por conta da legislação militar, explica que “as abordagens aos ônibus estão sendo feitas muitas vezes por apenas dois policiais. Ai essa ação pode acabar provocando uma tragédia, porque dentro do ônibus pode haver três ou quatro marginais e ai, alem de estarem em numero superior, ainda podem fazer reféns dentro do coletivo e a gente, sendo apenas dois homens acabamos por colocar nossas vidas e a vida dos outros em risco”, explica o militar.

Esse mesmo policial conta ainda que por conta de uma desobediência a uma ordem de um superior hierárquico, o sub-comandante de um batalhão da capital, estaria sendo transferido para outra unidade, por ter se negado a cumprir uma ordem que seria exatamente mandar apenas dois PMs para fazer abordagens a coletivos. 

Fonte: Faxaju

Postagens populares