quinta-feira, 21 de junho de 2018

Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil separam Delegados de Policiais Civis



Na última quarta-feira (13), o Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil emitiu uma resolução (02/2018) instituindo a padronização nacional das identidades funcionais das Polícias Civis de todo o país. A resolução cria dois modelos de identidade funcional, um para os (as) Delegados (as) e outro para os demais cargos da Polícia Civil.

A criação de uma identidade funcional unificada é uma reivindicação antiga dos policiais civis. Porém, o que está por trás da decisão do Conselho de Chefes de Polícia Civil, composto integralmente por delegados de polícia, é o desejo de implementar uma antiga reivindicação dessa categoria. Há muito tempo, esses trabalhadores reivindicam uma carreira autônoma, de natureza jurídica, como ocorre com os membros do MP e da Magistratura. Esse pleito é um direito legítimo dos delegados, porém deve ser colocada no foro apropriado.

Para o presidente da UGEIRM, Isaac Ortiz, “o Conselho de Chefes de Polícia Civil deveria estar ocupado com a situação calamitosa que se encontra a segurança pública no país. As polícias civis estão em situação deplorável em todo o Brasil. Ao invés de buscar soluções que atendam ao clamor da população por mais segurança, os Chefes de Polícia estão preocupados em criar uma carteira funcional que os separe dos demais mortais da instituição policial. A UGEIRM tem um profundo respeito pelos delegados e pelo trabalho que eles executam, porém fazemos questão de tratá-los como colegas policiais, que dividem, com todos os agentes, o dever de garantir a segurança da população. Essa resolução mostra a necessidade de aprofundarmos a discussão da implementação da Carreira Única na Polícia Civil. A UGEIRM continua afirmando o que sempre defendeu: a Polícia Civil é uma só”.

Postagens populares