Conheça a ANASPRA

Postagem em destaque

Parceria Aspra Hapvida: descontos nos planos de saúde para associados Aspra Sergipe

Prezado Cliente, A parceria Divicom Hapvida , leva aos Associados da ASPRA, condições especiais com preços bem reduzidos para aquisi...

sábado, 2 de junho de 2012

Operação conjunta da polícia fecha Feira das Trocas

O Ministério Público solicitou o fechamento do comércio ilegal
Fiscalização percorre Feira das Trocas (Foto Portal Infonet)
Na manhã deste sábado, 2, foi realizada uma operação conjunta da polícia e representantes da Secretaria da Fazenda e Ministério Público Estadual (MPE) na  ‘Feira das Trocas’, localizada no bairro Capucho, que acontece aos sábados na capital sergipana. O mercado ilícito de mercadorias funciona desde 2008, mas os comerciantes e moradores do local estão sendo retirados. Segundo a polícia, o local é território do Estado e os comerciantes não possuem alvará.

A operação foi iniciada às 6h e a polícia conseguiu apreender produtos furtados e animais silvestres, além de constatar diversas irregularidades nos estabelecimentos comerciais que não possuem norma de segurança para funcionamento.
MPE

O Ministério Público Estadual recebeu denúncias de irregularidades da ocupação do local, incluindo sonegação fiscal, venda irregular de armas e produtos de crimes.“O Ministério Público abriu um procedimento e convocou a operação policial com o objetivo de estabelecer a ordem e segurança. Não houve prisões, mas todos os estabelecimentos serão fechados”, afirmou o delegado coordenador de polícia da capital, Flávio Vasconcelos.
Produtos sem nota fiscal sendo recolhidos
A operação interna foi realizada pelo Batalhão da Polícia de Choque e Pelotão Ambiental. Cerca de 50 aves foram apreendidas.“ O objetivo é coibir a comercialização de animais silvestres, principalmente pássaros. Só um comerciante foi notificado, a maioria quando viu a polícia se afastou, com isso fica difícil a identificação dos vendedores”, explica o tenente Josenilton de Deus Alves.

Os comerciantes assinaram as notificações apresentadas pela polícia e a Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) realizou o cadastramento para ser enviado ao Ministério Público.
Comerciantes
Muita correria e desespero dos comerciantes com a notícia da retirada. O comerciante José Francisco Conceição montou a sua barraca de venda de eletrodomésticos há dois anos. “É daqui que tiro a minha renda, trabalho em algumas feiras mais é muito pouco. Agora não sei como será, pois nem um prazo para a retirada foi dado", lamenta.
Animais silvestres recolhidos pelo Pelotão Ambiental
Os detalhes da operação, incluindo as providências que serão tomadas para manter o comércio fechado serão apresentadas durante entrevista coletiva agendada para segunda-feira,4, na sede do Ministério Público.
Por Adriana Freitas e Kátia Susanna
Fonte: Portal Infonet

Postagens populares