Conheça a ANASPRA

Postagem em destaque

Parceria Aspra Hapvida: descontos nos planos de saúde para associados Aspra Sergipe

Prezado Cliente, A parceria Divicom Hapvida , leva aos Associados da ASPRA, condições especiais com preços bem reduzidos para aquisi...

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Sindicatos da Saúde ficam descontentes com negociação

Categorias da saúde participaram hoje de mesa de negociações
Condutores do Samu reunidos após reunião da mesa de negociação (Fotos: Portal Infonet)
Os sindicatos da área da saúde ficaram desapontados com as discussões que ocorreram durante reunião da mesa de negociação do Estado, que aconteceu na tarde desta segunda-feira, 20. Na ocasião, o secretário do Estado da Saúde, Silvio Santos, conversou com os representantes das categorias, e fez esclarecimentos a respeito do Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos (PCCV).
Para o diretor do Sindicato dos Médicos (Sindimed), Luiz Carlos Spina, não existe nenhuma disposição do governo para dar aumento salarial. “Jesus Cristo pode não ter agradado a todos, mas o governo conseguiu a unanimidade, e fez com que todas as categorias da saúde ficassem descontentes”, declarou Spina, acrescentando que apesar de a maioria ter aceitado o PCCV, a parametrização do salário para as 40h não foi aprovada.
A presidente do Sindicato 192 dos Trabalhadores do Samu, Samanta Bicudo, declarou que, em termos salariais, os servidores se sentem frustrados, pois não há nenhuma perspectiva de aumento para a categoria. “O governo bateu o martelo, e o PCCV, no que diz respeito às regras e a questão salarial, desagradou a todos”, relatou.
Luiz Spina garante que governo desagradou a todos
Já para Adilson Melo, presidente do Sindicato dos Condutores de Ambulância da Saúde (Sindconam), a categoria não aceita o PCCV, pois acredita que este irá destruir a carreira. “Esse Plano é um absurdo. De acordo com ele a ideia é que nosso salário inicie com R$ 837,39 e que, só daqui a 47 anos ele chegue a R$ 1.657,97”, alegou Adilson, que também afirmou que a greve dos condutores irá tomar um novo rumo.
SES
Por meio de nota enviada ao Portal Infonet, a assessoria de comunicação da Secretaria do estado da Saúde (SES) informou que a mesa de negociação é permanente, e que a reunião de hoje foi para prestar esclarecimentos. “Nesta segunda os sindicatos levaram questões levantadas em assembleias, e a mesa esclareceu os pontos, a exemplo dos relativos às tabelas salariais, reafirmando o compromisso de implantação do Plano de Emprego e Remuneração (PER)”, informou a SES.
Por Monique Garcez e Raquel Almeida
Fonte: Portal Infonet

Postagens populares