Conheça a ANASPRA

Postagem em destaque

Parceria Aspra Hapvida: descontos nos planos de saúde para associados Aspra Sergipe

Prezado Cliente, A parceria Divicom Hapvida , leva aos Associados da ASPRA, condições especiais com preços bem reduzidos para aquisi...

domingo, 9 de setembro de 2012

Falta viaturas no Bombeiro de Estância

Em apenas doze anos de fundação do Batalhão do Corpo de Bombeiros da cidade de Estância, fundada no ano de 2000, a entidade encontra-se desfacelada e passando por sérias dificuldades estruturais. Como se não bastasse o pequeno quadro de efetivos, falta de manutenção do prédio e viaturas, dificultando o deslocamento dos policiais militares para as ocorrências do dia a dia; a quantidade de veículos é insatisfatória para suprir o atendimento de toda região centro-sul e, além disso, essa semana as viaturas foram deslocadas para o desfile cívico em Aracaju, deixando assim, a cidade totalmente desprotegida.

Ainda essa semana, alguns cidadãos criticaram o serviço dos bombeiros em páginas dos sites de relacionamentos, questionando o tempo de atendimento a um grave acidente ocorrido nas proximidades da cidade, onde tanto os militares quanto o SAMU levaram praticamente três horas para chegarem ao local. Essa denuncia também chegou aos órgãos de comunicação e fomos em busca de maiores informações – soubemos que o SAMU ainda está em greve e no Batalhão, onde, os militares não quiseram se pronunciar, apenas comunicando que as viaturas haviam sido deslocadas para a capital (Aracaju), para participar do desfile cívico do dia 07 de Setembro.

Observando no pátio da corporação, vimos apenas um caminhão ABT 09, que havia chegado de uma diligência a um foco de incêndio no cemitério local. Perguntados sobre o que eles fariam em caso de uma grave emergência na região, já que não há suporte físico para atender a comunidade, disseram apenas que não podiam fazer muito. Em contato com outras corporações de algumas cidades do estado, descobrimos que as viaturas também haviam sido desviadas com o mesmo objetivo. E deixamos a seguinte pergunta no ar: “É correto desviar de função viaturas de extrema importância para salvar vidas e prestar socorro à comunidade?”.

Jussara Assunção

Fonte: Faxaju 

Postagens populares