Conheça a ANASPRA

Postagem em destaque

Parceria Aspra Hapvida: descontos nos planos de saúde para associados Aspra Sergipe

Prezado Cliente, A parceria Divicom Hapvida , leva aos Associados da ASPRA, condições especiais com preços bem reduzidos para aquisi...

sábado, 9 de novembro de 2013

Angélica e Samuel defendem concurso público para a PM

Os deputados estaduais Angélica Guimarães (PSC) e Capitão Samuel (PSL) entregaram nessa sexta-feira (8) projetos aprovados na Assembleia Legislativa ao secretário chefe da Casa Civil, Silvio Santos. As Proposituras devolvidas ao Executivo garantem a realização do concurso público para 600 Policiais Militares, entre PMs e Bombeiros. O encontro ocorreu à tarde, no Palácio de Despachos.

A deputada Angélica Guimarães avaliou como positivo o momento político. “É evidente que cada um toma sua posição política e partidária. Mas o objetivo da Assembleia Legislativa, como poder constituído, é fiscalizar o Executivo e garantir que os direitos dos servidores públicos e da sociedade em geral sejam preservados. Estamos vivendo um novo momento político, com a aprovação do Proinveste, com o desbloqueio da pauta e com a votação de projetos importantes para o desenvolvimento de Sergipe”.

“Legislativo e Executivo são poderes independentes sim, mas que devem sempre caminhar harmonicamente. A AL fez a sua parte votando e aprovado esses projetos que, além de uma série de conquistas para a família militar, também viabilizam o tão sonhado concurso público. Vamos esperar agora que o Executivo faça a parte dele e atendas os anseios do povo que clama por mais segurança. Como sempre coloquei, a AL nunca vai se opor aquilo que for bom e positivo para o nosso povo”, completou a deputada.

Por sua vez, o deputado estadual Capitão Samuel também celebrou os avanços. “A luta continua. Vencemos algumas batalhas, mas ainda temos objetivos a alcançar. Hoje a família militar está mais feliz com a manutenção de uma série de garantias conquistadas. Agradeço aos meus colegas de parlamento que ficaram solidários e nos apoiaram e muito nessa luta. Esperamos agora que o governo promova, o quanto antes, esse concurso público, porque esse é um clamor da sociedade por mais militares nas ruas. Segue a luta agora por carga horária de 30 horas semanais; nível superior; auxílio uniforme; isonomia com a policia Civil; promoções atrasadas; lei de fixação de efetivo; LOB e PEC 300”.

Os dois projetos aprovados garantem uma série de benefícios aos militares e deixa o governo do Estado apto para promover o concurso publico para 600 homens, entre PMs e Bombeiros. Outras vantagens para a categoria foram asseguradas como estabilidade aos três anos (antes eram 10 para todos os militares); aposentadoria aos 30 anos de carreira, independente de processos judiciais; carga horária máxima da GRAE definida em oito horas; manutenção dos salários dos soldados engajados. Também constam entre vantagens a aposentadoria para todos os militares aos 60 anos (antes ela atendia apenas os coronéis) e limitação em 10 GRAE mensais.

Habacuque Villacorte
Fonte: Alese

Postagens populares