Conheça a ANASPRA

Postagem em destaque

Parceria Aspra Hapvida: descontos nos planos de saúde para associados Aspra Sergipe

Prezado Cliente, A parceria Divicom Hapvida , leva aos Associados da ASPRA, condições especiais com preços bem reduzidos para aquisi...

sábado, 21 de dezembro de 2013

Deputado Capitão Samuel continua fiscalizando os batalhões da PM no Estado


Durante o dia de hoje, 20, o deputado estadual Capitão Samuel (PSL), percorreu o município de Propriá e visitou o Segundo Batalhão da PM (2º BPM). As cobranças do parlamentar e os alertas em relação a falta de efetivo da corporação tem sido constantes em seus pronunciamentos tanto na tribuna da Assembleia Legislativa quanto nos veículos de comunicação em Sergipe.

O deputado em visita a cidade foi ao batalhão de polícia e na delegacia do município se deparando com diversas irregularidades. “Encontramos escalas com apenas um policial militar na delegacia. Estas escalas vou emitir um ofício comunicando o MP – Ministério Público do Estado para que não ocorra mais esse tipo de situação. Isso coloca em risco a vida do militar além de não proporcionar segurança a sociedade. É importante ter consciência que não se pode escalar em hipótese nenhuma apenas um militar em nenhum posto de serviço”, alertou o deputado.


Ainda de acordo com o deputado foi encontrado vários erros administrativos em relação a aposentadoria de alguns militares que com ele conversaram e diante mão esclareceu que irá disponibilizar assessoria jurídica no sentido de resolver os problemas dos companheiros militares. “Encontramos também erros de procedimentos administrativos vamos mobilizar nossa assessoria jurídica e entrar juntamente com o policial militar na justiça buscando resolver o problema da aposentadoria de cada um”, declarou Samuel Barreto.

O parlamentar acrescenta ainda que nenhum militar ao completar 30 anos de serviço pode ser obrigado a continuar na ativa, “Ao completar 30 anos de serviço em hipótese alguma o militar poderá ser obrigado a continuar na ativa. Se desejar se aposentar ele tem que ir para reserva e esperar os procedimentos em casa”, afirma Samuel que diz ter militares sendo obrigados a permanecerem na ativa.

O Capitão Samuel finalizou afirmando que todas essas denúncias serão levadas à justiça e continuará fiscalizando as irregularidades sofridas pelos militares em todo o Estado. “Vamos à justiça para resolver, vamos continuar com as visitas de fiscalização nas unidades durante o recesso parlamentar, buscaremos as dificuldades da tropa e brigaremos para encontrar as soluções”, concluiu o deputado.

Chris Brota (Assessoria Parlamentar)

Postagens populares