Conheça a ANASPRA

Postagem em destaque

Parceria Aspra Hapvida: descontos nos planos de saúde para associados Aspra Sergipe

Prezado Cliente, A parceria Divicom Hapvida , leva aos Associados da ASPRA, condições especiais com preços bem reduzidos para aquisi...

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Samuel: "Na PM, sargento viciado em crack é condenado. Na PC, recebe tratamento

O deputado estadual capitão Samuel Barreto (PSL), fez um desabafo na manha deste domingo (08), após tomar conhecimento de que um sargento da policia militar foi condenado a seis anos de prisão, após ser acusado de ter trocado um colete balístico por crack. “Difícil ser PM”, desabafa o deputado, afirmando que o militar deveria receber tratamento.

Samuel Barreto defende que o militar deveria ter recebido tratamento médico que acabou se viciando. “Na verdade, a policia militar deveria dar a ele um tratamento médico para que ele pudesse se recuperar. Mas não. O que deram a ele foi seis anos de cadeia. O pior de tudo isso, é que ele pode ter se tornado um viciado pelo serviço que exerce, porque muitas vezes o militar tem que se infiltrar no meio deles para poder efetuar as prisões”, reclama o Samuel.

O deputado faz ainda uma comparação entre as policias militar e civil. Segundo Samuel, “a atenção dada aos policiais militares é muito diferente da que é dada aos policiais civis. Por exemplo, a muito tempo que um policial civil passa por esse problema, mas na instituição dele, a coisa é diferente. Ele vem recebendo tratamento médico, não perdeu a função e não foi preso. Ao contrario da PM”, desabafa o deputado.

Samuel vai mais além e diz que é preciso rever as leis impostas aos militares. “Não é possível que isso aconteça nos dias de hoje. Tudo bem que o militar tem que pagar pelo crime, mas antes disso, ele merecia o tratamento, porque quando ele entrou na policia ele não estava doente (viciado), mas o que deram a ele foi seis anos de cadeia. Difícil ser PM”, diz Samuel Barreto.

O deputado contou ainda que está colocando à disposição do sargento que foi condenado, a sua assessoria jurídica para recorrer da sentença. Ainda segundo Samuel, “além de colocarmos a nossa assessoria jurídica para recorrer da decisão, vamos pedir também que nossos advogados cobrem do estado um tratamento digno e adequado para o sargento. Como podemos integrar as duas Polícias se o tratamento a seus membros é diferenciado. Difícil ser PM”, voltou a reclamar o capitão, e concluiu: “parabéns aos Delegados de Polícia pelo apoio ao Colega doente,que o Comando da PM/BM repensem o tratamento dado aos seus subordinados”.

Ainda na entrevista que concedeu ao FAXAJU na manhã deste domingo (08), o deputado voltou a cobrar concurso público para a PM. Samuel diz que deseja boa sorte ao governador Jackson Barreto que assume a titularidade do cargo, mas que “é preciso que o governador agora realize o mais breve possível o concurso para a policia militar. Ninguém está agüentando mais a insegurança publica. “Boa sorte nas ações como governador efetivo. Como presidente da comissão de Segurança quero o melhor para o homem de bem”, concluiu Samuel.
 
Fonte: Faxaju/Perfil Oficial do Facebook do Capitão Samuel

Postagens populares