Conheça a ANASPRA

Postagem em destaque

Parceria Aspra Hapvida: descontos nos planos de saúde para associados Aspra Sergipe

Prezado Cliente, A parceria Divicom Hapvida , leva aos Associados da ASPRA, condições especiais com preços bem reduzidos para aquisi...

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Policias Civis iniciarão greve nesta quinta-feira, 8

Servidores do Cogerp também podem paralisar atividades

Policiais Civis na porta da Seplag. Arquivo histórico do Portal Infonet

Os Policiais Civis de Sergipe irão paralisar as atividades a partir de amanhã, quinta-feira, 7, até o governo apresentar uma resposta quanta à proposta referente aos servidores da COGERP e aos servidores remanescentes da PC. A garantia foi dada pelo presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), Antônio Moraes.

Segundo o sindicalista, os policiais civis tomaram essa decisão após a reunião que aconteceu hoje na Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag). “Após saírem da reunião sem nenhuma contra-proposta do governo, os policias decidiram por paralisação”, comenta.

“Somente os serviços e atividades essenciais e inadiáveis serão desenvolvidos. Não devem ser registrados boletins de ocorrência, não serão confeccionados termos circunstanciados, tão pouco haverá audiências com a realização de oitivas de inquéritos em andamento”, diz o presidente.

Ele ainda coloca que, possivelmente, os servidores da Coordenadoria Geral de Perícias (Cogerp) também irão paralisar as atividades. “Amanhã acontecerá uma assembleia para definir a situação dos servidores da Cogerp. Provavelmente, eles iniciarão uma Operação Braços Cruzados”, acrescenta.

“Como 90% dos servidores da COGERP são oriundos de outros órgãos, e, por essa razão, não ocupam nenhum dos cargos efetivos da Perícia, não há como serem obrigados a desempenhar atividade pericial. Devem, por tanto, permanecerem nos institutos, porém sem exercer atividades típica de servidor do quadro da Perícia”, coloca.

Seplag

De acordo com a assessoria de comunicação da Seplag, o governo analisará cada caso específico apresentado pela categoria e a partir disto, apresentará uma contra-proposta necessária aos policias civis e servidores do Cogerp.

Fonte: Sinpol/Portal Infonet

Postagens populares