Conheça a ANASPRA

Postagem em destaque

Parceria Aspra Hapvida: descontos nos planos de saúde para associados Aspra Sergipe

Prezado Cliente, A parceria Divicom Hapvida , leva aos Associados da ASPRA, condições especiais com preços bem reduzidos para aquisi...

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Aspra Sergipe demonstra indignação com a morte de mais um policial militar.



É com muita consternação que comunicamos que infelizmente hoje perdemos mais um companheiro, o Sargento Filho, mais um valoroso policial militar que nos deixa prematuramente tendo sua vida ceifada por marginais, bandidos sem escrúpulos que deixam mais uma família tomada pela dor, pelo sofrimento. Mais uma viúva, mais filhos órfãos, mais um filho que se vai e deixa o vazio no coração dos seus pais. Enfim, mais uma família destroçada. E a pergunta que não quer calar é ATÉ QUAND...O? Até quando esses marginais terão o tratamento de "cidadãos" enquanto tratam as outras pessoas como insetos sem nenhum valor? Até quando se preocuparão em preservar o direito à integridade destes "anjos" enquanto estes não estão dando a mínima para a vida dos outros, especialmente policiais? Já são 6 (SEIS) policiais militares vítimas de homicídio este ano em Sergipe. Será que nossas autoridades não estão vendo o que está acontecendo? Os próprios agentes garantidores da segurança pública estão se tornando cada vez mais vítimas da INSEGURANÇA GENERALIZADA que assola nosso estado e nosso país. Como ficam então os "cidadãos comuns" que esperam ter a proteção do Estado? Leis frouxas, policiais extremamente cobrados e vigiados, sem estímulo, sentindo-se desprotegidos, desamparados, organismos que se preocupam com a preservação dos Direitos Humanos de seres desumanos mas que via de regra não se apresentam para defender os direitos das vítimas destes bandidos. Todo um conjunto de situações que nos fizeram chegar no ponto em que estamos. Neste momento, resta-nos orar por nosso companheiro Filho para que Deus o acolha e por seus familiares para que o Senhor os conforte. Quanto às nossas autoridades pedimos que fiquem atentas e que ajam de alguma, pois a classe militar já não aguenta mais tanto descaso. A corda está esticando. Vai com Deus Sargento Filho!

Fonte: Perfil da Aspra no Facebook

Postagens populares