Conheça a ANASPRA

Postagem em destaque

Parceria Aspra Hapvida: descontos nos planos de saúde para associados Aspra Sergipe

Prezado Cliente, A parceria Divicom Hapvida , leva aos Associados da ASPRA, condições especiais com preços bem reduzidos para aquisi...

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Adiberto de Souza: Salve-se quem puder!

Atenção marginais, preparem-se para “trabalhar” dobrado, agir à luz do dia e de cara limpa sem qualquer risco de serem molestados pelo esfacelado braço armado do estado. Caso os delegados e agentes civis entrem em greve como prometem, Sergipe se transformará num verdadeiro paraíso para os bandidos, obrigando o cidadão de bem, largado à própria sorte, fugir se quiser preservar a vida. 

Seguindo o pensamento dos policiais militares, que cruzaram os braços por melhores salários, os delegados a agentes civis também ameaçam dar as costas ao povo, caso o governo se recuse em engordar seus contracheques. Como o Executivo jura não ter dinheiro para conceder reajustes, seguramente a ameaça será cumprida. Em isso acontecendo, os criminosos terão que buscar “reforços” em outros estados, pois já andam sem tempo e parceiros suficientes para roubar, estuprar e matar por qualquer ou nenhum motivo. É lastimável que policiais mantidos com o suor dos contribuintes, escudem-se na vida do cidadão para colocar a faca no pescoço do governo. Menos, senhores, menos!

Quebrou na solda

Sergipe e os demais estados nordestinos estão falidos, quebraram na solda. Reunidos com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, os governadores da região ameaçaram decretar estado de calamidade se este governo temerário não liberar imediatamente uma ajuda de R$ 7 bilhões. Ao ouvir do ministro que o foco é garantir a confiança do mercado, o governador Jackson Barreto (PMDB) disparou: “Nós lidamos com seres humanos. Eles deixam de ser atendidos em hospitais, não há gasolina para ambulâncias, nem como levar água para as vítimas da seca”. Cruz credo!

Fonte: Blog de Adiberto de Souza/Faxaju

Postagens populares