Conheça a ANASPRA

Postagem em destaque

Parceria Aspra Hapvida: descontos nos planos de saúde para associados Aspra Sergipe

Prezado Cliente, A parceria Divicom Hapvida , leva aos Associados da ASPRA, condições especiais com preços bem reduzidos para aquisi...

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

OAB cobra reforço das medidas de segurança em Sergipe



Nos quinze primeiros dias deste ano, Sergipe registrou dois homicídios tendo policiais como vítimas - um no município de Estância e outro na capital, Aracaju. Nesta terça-feira (17), a seccional sergipana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SE) divulgou uma nota cobrando do poder público a adoção de medidas que garantam a segurança da sociedade.A entidade classifica a situação como periclitante e responsabiliza o governo pela “ausência de políticas públicas efetivas de prevenção da criminalidade e de prioridade no combate à violência” que “colocaram Sergipe como o Estado mais violento da federação”.

Entre as medidas sugeridas pela OAB estão o prioritário investimento em política preventiva de segurança pública e a implementação do modelo de polícia comunitária. “A Polícia Militar, no seu importante papel ostensivo de prevenção e combate ao crime, deve estar nas ruas em condições adequadas e com ação estratégica para evitar a violência”, destaca a OAB.

Na nota, a OAB cobra “uma apuração rápida em relação ao covarde e brutal assassinato do Sargento da Polícia Militar, Adalberto dos Santos Filho, com objetivo de identificar e responsabilizar os culpados, na forma da lei”. Um suspeito foi morto em troca de tiros com a polícia nesta terça-feira (17).

Já o caso do policial civil que reagiu ao assalto e disparou contra os assaltantes, na praia do Abaís, em Estância (SE), e acabou sendo morto pelos criminosos foi elucidado quando David dos Anjos Reis, 21, e o ex-presidiário José Damião dos Santos, vulgo “Galego”, foram presos na madrugada de sábado (14) em cumprimento aos mandados de prisão nos bairros Santa Maria e Mosqueiro, em Aracaju, e no município de Itaporanga D’Ajuda. Outros dois suspeitos, sendo um adolescente de 17 anos, morreram em confronto com a polícia após resistirem à prisão.

Natália Passos

Fonte: F5 News

Postagens populares