Conheça a ANASPRA

Postagem em destaque

Parceria Aspra Hapvida: descontos nos planos de saúde para associados Aspra Sergipe

Prezado Cliente, A parceria Divicom Hapvida , leva aos Associados da ASPRA, condições especiais com preços bem reduzidos para aquisi...

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Cabo diz sofrer perseguição e sargento usa mandato para denunciar o caso

Problema é antigo nas polícias brasileiras. Quantos políticos compram a briga?

Sargento Rodrigues

Um cabo da PM de Minas Gerais pediu socorro à Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa do estado, pois estaria sendo vítima de perseguição do comandante-geral da Polícia Militar. O cabo é acusado de fraudar um concurso público com um major da PM, mas além de negar o fato, o ‘praça’ afirma que as supostas provas contra o oficial desapareceram. Ou seja, a bronca sobrou para o subordinado.

O cabo foi expulso da corporação, mas conseguiu retornar. E foi aí que, segundo ele, passou a sofrer perseguição por parte do comando-geral. Em meio à confusão, eis que surgem mais denúncias sobre perseguições contra policiais. Só que desta vez quem faz as acusações é um sargento. Um sargento deputado.

Moral da história

Entre as nossas cabeças e o firmamento acontecem ‘coisas’ que apenas a filosofia da política pode solucionar. Se não fosse a interferência de um sargento-deputado na história, muito provavelmente o “curso de formação de pedreiros” na PM citada passaria batido sem o conhecimento da sociedade.

Perseguições nas polícias fazem parte da história dessas instituições. Quantos parlamentares denunciam isso na imprensa?

Clique aqui e veja a história.
Fonte: Paraíba em QAP

Postagens populares