Conheça a ANASPRA

Postagem em destaque

Parceria Aspra Hapvida: descontos nos planos de saúde para associados Aspra Sergipe

Prezado Cliente, A parceria Divicom Hapvida , leva aos Associados da ASPRA, condições especiais com preços bem reduzidos para aquisi...

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Sindicato discute estratégias de combate à violência

As discussões foram intensificadas após morte de um vigilante
A reunião ocorreu na sede da SSP (Fotos: Portal Infonet)
Empresários do setor de segurança patrimonial voltaram a se reunir nesta quarta-feira, 29, com a Cúpula da Secretaria de Segurança Pública (SSP) para traçar metas de combate a assaltos a vigilantes. As discussões foram intensificadas após o assassinato do vigilante Cléber Antonio dos Santos, 43 anos, morto no dia 20 de agosto em uma revendedora de caminhões localizada em Nossa Senhora do Socorro.
Dados do Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado de Sergipe (Sindesp) apontam que de janeiro a agosto deste ano já foram contabilizados 45 roubos de revólveres de vigilantes.
De acordo com o presidente do Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado de Sergipe (Sindesp), Marco Aurélio Pinheiro, a reunião foi considerada produtiva. “Eu acho importante para a sociedade essa proximidade entre a segurança pública e a privada, pois o grande ganhador é a sociedade que terá um serviço mais efetivo e de melhor qualidade. Algumas ações traçadas vão ajudar bastante no combate a criminalidade com informações em tempo reais”, diz Marco Pinheiro.
Presidente do Sindesp, Marco Pinheiro
Uma das alternativas será fazer um levantamento dos pontos críticos onde se tem um vigilante armado. “A intenção é que o vigilante não fique com essa arma durante a noite. Vamos levantar todos os pontos do estado de Sergipe para  poder traçarmos um planejamento para evitar a violência contra o vigilante, porque o principal objetivo dos bandidos é a arma. As vezes as pessoas pensam que eles querem assaltar, mas na verdade o objetivo é levar a arma dos vigilantes, porque nós aumentamos a apreensão de arma no estado em mais de 600%”, afirma o secretário da SSP, João Eloy.
Fonte: Portal Infonet

Postagens populares