Conheça a ANASPRA

Postagem em destaque

Parceria Aspra Hapvida: descontos nos planos de saúde para associados Aspra Sergipe

Prezado Cliente, A parceria Divicom Hapvida , leva aos Associados da ASPRA, condições especiais com preços bem reduzidos para aquisi...

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Mais que o dobro: Governo do Acre equipara gratificação entre delegados e agentes da PC

O governador Tião Viana autorizou a equiparação do risco de vida para agentes de polícia com o de delegado e determinou que o incremento salarial fosse pago a partir do início de janeiro de 2013. O valor referente à gratificação de risco de vida pago aos agentes de polícia atualmente é de R$ 345 e para delegado R$ 805.

A determinação do governador é de que todos, policiais do agente de polícia ao delegado, recebam o mesmo valor R$ 805. Capitaneada pelo secretário Emylson Farias, a direção geral da Polícia Civil, vem mantendo, desde 2011, diálogos com a equipe de governo, nesse sentido.

Sensível ao pleito da DGPC, o governador Tião Viana determinou que a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) realizasse um estudo do impacto econômico, ao final declinou pela equiparação da gratificação a todos os policiais civis.

Para o governador a isonomia da gratificação concedida aos servidores da Polícia Civil (policiais) é uma questão de justiça aos valorosos homens que cuidam da Segurança Pública no Acre com comprometimento. Tião Viana lembrou que o valor da vida é o mesmo, independe da função que o policial exerce.

Conforme o secretário Emylson Farias a equiparação do valor da gratificação de risco de vida tem pautado reivindicação cíclica dos policiais. “A decisão do governador é sem dúvida um abissal ganho para a categoria, homens e mulheres que dedicam à vida em defesa da ordem pública”, observou o secretário.

A isonomia do adicional pelo risco de vida dos policiais civis faz parte da política de valorização dos servidores estaduais e do reaparelhamento das forças de segurança. E inclui ainda a realização de concurso público para a contratação de 220 agentes e de 30 escrivães de polícia.
 
Fonte: Paraíba em QAP

Postagens populares