Conheça a ANASPRA

Postagem em destaque

Parceria Aspra Hapvida: descontos nos planos de saúde para associados Aspra Sergipe

Prezado Cliente, A parceria Divicom Hapvida , leva aos Associados da ASPRA, condições especiais com preços bem reduzidos para aquisi...

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Assembleia dos militares reúne servidores no Clube da Assomise

Sargento Prado (ASPRA), Capitão Samuel e Major Adriano Reis (Assomise)

Na tarde desta quinta-feira, 6, aconteceu assembleia geral dos militares na sede da Associação dos Oficiais Policiais e Bombeiros Militares de Sergipe – Assomise. Com a presença dos representantes das Associações Unidas, através de presidentes das associações que representaram bem os seus associados, deu-se início a mais uma assembleia geral da categoria. 

O presidente da Assomise, Major PM Adriano Reis, fez a abertura oficial da assembleia e passou a palavra para o deputado estadual Capitão Samuel (PSL), que explanou sobre os interesses da categoria, os projetos que estão na Assembleia aguardando votação, como por exemplo, o Código de Ética, a LOB, o nível superior esse aprovado em assembleia pela categoria com alterações (emendas), por que a redação atual enviado para a Assembleia Legislativa pelo Governador diz que: “Nível superior em qualquer área para oficial” sendo alterado para: nível superior qualquer área para praças e nível superior (Direito) para oficiais. O deputado Capitão Samuel aproveitou a oportunidade para mais uma vez explicar aos militares as dificuldades enfrentadas pelo parlamentar por conta das limitações que o cargo impõe. 

“O deputado não pode aprovar aumento salarial, o Governo propõe, você aprova ou não. O deputado não pode promover policiais, o governador propõe, você aprova ou não. O deputado não pode colocar o ticket alimentação, você aprova ou não o que o governador mandar, o deputado não pode solicitar a lei de fixação e efetivo, por que todas as leis que geram ônus ou que tenha a ver com funcionário público, o deputado não pode propor”, explica Samuel Barreto e acrescenta dizendo que não é o deputado capitão Samuel que não pode não, são todos os deputados do Brasil por que é exclusivo do Poder Executivo deixando apenas o poder de fiscalizar e cobrar para os deputados. 

O capitão enfatizou que todas as indicações, todos os projetos solicitados pelos militares foram feitos pelo gabinete do deputado Capitão Samuel, mas, que infelizmente nem todos foram aceitos pelo Governador Marcelo Déda. “Então o que o deputado pode fazer, eu fiz, o deputado pode o quer mais, cobrar, eu faço sempre”, declarou o parlamentar. Ainda na assembleia ficou agendada para o próximo ano, no dia 11 de janeiro (sexta-feira), de 2013, a próxima assembleia da categoria e os militares presentes se comprometeram em incentivar mais cinco colegas de farda para que possam participar da reunião que trata do interesse coletivo e futuro de toda categoria. 

Assessoria Parlamentar (Chris Brota)

Postagens populares