Conheça a ANASPRA

Postagem em destaque

Parceria Aspra Hapvida: descontos nos planos de saúde para associados Aspra Sergipe

Prezado Cliente, A parceria Divicom Hapvida , leva aos Associados da ASPRA, condições especiais com preços bem reduzidos para aquisi...

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Coronéis defendem a PEC 300 e a Desmilitarização das PMs.

Líderes sindicais da Polícia Militar da Paraíba congratulam-se com Major Fábio

Os coronéis Francisco de Assis Silva e Maquir Cordeiro, presidentes, respectivamente, do Clube dos Oficiais da Polícia e Bombeiro Militar e da Caixa Beneficente de Oficiais e Praças da Polícia Militar da Paraíba, estão se congratulando com o suplente de deputado federal Major Fábio (DEM), que agora assumirá a titularidade do mandato, em substituição ao novo prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, da mesma legenda.

Ambos são do entendimento de que o Major Fábio é detentor de todas as credenciais necessárias à ocupação de tão importante cargo da política brasileira, e particularmente dizem acreditar que, mais uma vez, ele saberá corresponder, com honradez, coragem e altivez, as expectativas da corporação militar paraibana, de um modo bem especial.

Para o coronel Francisco de Assis Silva, o militar já se mostrou afeito às coisas da política e da atividade parlamentar – quando assumiu, pela primeira vez, uma das cadeiras da Câmara dos Deputados, defendendo, de forma intransigente e ao lado de representantes militares de outros estados -, admitindo que ele fará muito mais, a partir dessa próxima investidura, exatamente em razão da experiência acumulada naquele período.

Os dois – Francisco e Maquir – elegem, como principais bandeiras de luta parlamentar do Major Fábio, Emendas Constitucionais como a PEC 300 e a PEC 102, que estão travadas, no Congresso Nacional, sugerindo (a primeira) a unificação de um piso salarial nacional, para os setores de segurança pública, e (a segunda) a desmilitarização das Polícias.

Para os dois líderes, a atuação do Major Fábio, associada à dos demais militares com assento no Congresso Nacional, abrirá perspectivas de retomada imediata das discussões dessas matérias, a cujo debate – entendem – serão chamados a colaborarem todas as bancadas parlamentares dos demais estados brasileiros.

Fonte: PBagor/Blog do Sargento Ricardo/Blog Paraíba no QAP

Postagens populares